fbpx






11 de janeiro de 2019

No começo do ano passado, eu trouxe para vocês que tinha decidido entrar na Transição Capilar e desde então, compartilhei todas as dicas, produtos, finalizações que me ajudaram muito neste período.

Se eu fosse falar sobre meu cabelo, uma palavra que definiria ele seria complexo. E eu como uma boa mulher, nunca fui satisfeita com o meu cabelo e muita coisa aconteceu aqui nesta cabeça. Hoje vou contar e mostrar um pouco sobre essa história.

Até os dois anos, eu era careca.

Como todo neném dos anos 90, eu nasci careca de tudo. Pode parecer normal, mas isso se estendeu até os dois anos de idade. Meu cabelo era fino e quando ele começou a crescer, ele se tornou bem volumoso e um pouco crespo.

Cadê o cabelo? Só as penugens!

Minha mãe era cabeleireira na época, mas ela nunca optou por uma alisamento, mas me ensinou a gostar de penteados. Tranças, rabo de cavalos, cachinhos sempre foram os meus favoritos.

Foi aí que me apresentaram a chapinha. Comecei a usar uma emprestada de uma prima e e tão minha mãe deu uma. Usei por muitos anos com o orientação da minha mãe, até que aprendi a fazer sozinha.

Cansei da chapinha e fui para as tranças.

Como eu jogava handebol, usar chapinha era ruim por que minha rotina de treino era muito intensa. Resolvi fazer tranças no meu cabelo. Eu lavava e eu mesmo fazia várias tranças finas em todo a minha cabeça.

Única foto das tranças que tenho! Sim, é a Thalita Ferraz! rs

Carol das Trancinhas era meu nome. Usei esse look por dois anos e quando resolvi parar de fazer, o meu cabelo do ombro foi para a cintura. Voltei a chapinha, o que fez meu cabelo se desgastar e entrar em intensa quebra.

Aprendi a cuidar do meu cabelo e compartilhei tudo com vocês.

Desde então, aprendi a cuidar do meu cabelo, cortar com maior frequência e reduzir um pouco o uso da chapinha. Apostei em algumas progressivas e selagens, mas nunca fui muito fã de química. A chapinha, por outro lado, sempre fez parte da minha vida.

A primeira tentativa em ser loira! rs

E foi num momento desse da minha vida foi que eu entrei na Transição Capilar. Foi um período de muito aprendizado, descoberta, mas esse ciclo finalizou e eu, atualmente, estou de volta ao alisamento. Contei tudo no vídeo abaixo!

Resumo da ópera: o nosso cabelo vai de acordo com aquilo que a gente vive. Nossa aparência precisa fazer a gente feliz. E o mais importante: temos que estar bem com a gente mesmo. Essa agora é a minha filosofia. E você, qual a história do seu cabelo? Deixe nos comentários!

(Visited 4 times, 1 visits today)
Compartilhe o post: 2 comentários

  • Receita do Shampoo Bomba de Café
  • Review: Crescimento Capilar com Pantovin
  • 5 dicas pro cabelo crescer mais rápido.
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog:

    1. Lívia Madeira, 11 de janeiro de 2019

      muito legal vc dividir sua experiencia da transição por aqui ja que tem muitas meninas passando por essa fase

      http://www.tofucolorido.com.br
      http://www.facebook.com/blogtofucolorido

      • Carolina Rabêlo, 16 de janeiro de 2019

        Com certeza, acho que essa é a nossa maior missão como produtora de conteúdo! Beijo e obrigada pelo carinho!